Como lidar com as crises de abstinência

Como Lidar com Crises de Abstinencia

Um grande desafio para ex-usuários de droga que estão tentando parar é a crise de abstinência. Entenda nesse conteúdo maneiras de passar por esse momento da melhor maneira possível.

O que causa dependência?

A dependência química ou vício em drogas ocorre por conta de uma enorme – e falsa – sensação de prazer ao fazer o uso das drogas, independentemente de qual seja.

Essa sensação faz com que os usuários sempre procurem senti-la mais uma vez, porém traz consigo inúmeros malefícios para o seu organismo e seus principais órgãos como o cérebro e o pulmão.

Além de malefícios físicos, o vício em drogas também é responsável por problemas psíquicos, como ansiedade, crises de pânico, esquizofrenia e depressão.

E o que causa crises de abstinência?

As crises de abstinência ocorrem quando um usuário está em fase de desintoxicação das drogas e corta totalmente o seu uso, então, a partir de gatilhos mentais como o círculo de amizades e rotinas antigas as crises começam a ocorrer.

Porém, as crises de abstinência podem ser resultantes de outros aspectos como herança genética, padrões de vida e diversos outros gatilhos sociais e comportamentais.

Como lidar?

Como Lidar com Crises de Abstinencia 2

A intensidade das crises de abstinência irá variar de acordo com cada organismo, mas de modo geral deverão ser realizados exames prévios, receita de medicamentos controlados, acompanhamento médico e muita ajuda dos familiares e amigos.

Exames prévios:

É essencial para o tratamento das crises de abstinência, que os sintomas e o diagnóstico seja feito previamente e o mais rápido possível.

O diagnóstico pode ser feito pelo próprio paciente através de observações dos sintomas mais comuns e associação com o contexto de desintoxicação das drogas. Os principais sintomas são:

  • Mal estar;
  • Sofrimento físico e mental.

A partir daí, o ex-usuário deve procurar o tratamento com especialistas e clínicas especializadas, e então os exames prévios serão realizados para avaliar a situação de cada paciente e receitar o melhor tratamento com acompanhamento de profissionais e medicamentos controlados – se necessário.

O tratamento deve ser feito com foco em recuperação da saúde integral, porém de forma diversificada e com diferentes tipos de terapias e acompanhamentos para uma eficácia maior.

Acompanhamento médico:

O acompanhamento médico, assim como as outras etapas, não são essenciais em todos os casos, porém para uma maior eficácia e eficiência da recuperação do ex-usuário, deve ser implementado no tratamento.

Como já dito, o ideal seria o acompanhamento multidisciplinar com diferentes terapias e profissionais.

E para um tratamento ideal, esses são os principais profissionais:

Médico psiquiatra;

Psicólogo;

Terapeuta ocupacional;

Clínico geral;

Enfermeiro.

Por isso, uma clínica com um bom histórico e profissionais qualificados é totalmente recomendável. Clique aqui e confira nosso post sobre como escolher a melhor clínica de recuperação.

 

Medicação:

A medicação para crises de abstinência é algo relativamente novo, os medicamentos foram desenvolvidos e aprovados recentemente para uso clínico em pacientes.

Porém esses medicamentos não surtem efeitos se utilizados sem um acompanhamento paralelo com diferentes profissionais.

Os exames prévios são essenciais para a prescrição médica da medicação e para a eficiência do tratamento, portanto é estritamente proibido que o paciente se automedique independentemente do contexto.

Isso porque o medicamento é receitado de acordo com o nível de dependência psíquica do paciente e uma má indicação pode resultar em uma piora grave no quadro do paciente.

Existem duas formas de administrar os medicamentos, e elas irão variar de acordo com o quadro de cada paciente. Essas são as duas formas de uso e efeito das medicações:

  • Medicação substituitiva: essa medicação irá agir diretamente no sistema nervoso central com o objetivo de mimetizar a droga.
  • Medicação aversiva: nesse caso, o medicamento faz com que o paciente se sinta enjoado e provoca um forte mau estar, fazendo com que o paciente perca o interesse por substâncias químicas.

Siga firme, você não está sozinho!

A abstinência acontece quando o organismo está em fase de desintoxicação, ou seja, quando sente a ausência das substâncias no seu organismo, e se você está passando por essa situação, saiba que está no caminho certo e não deve desistir!

É muito difícil passar por crises de abstinência, porém é extremamente necessário. Não desista do processo, procure familiares e amigos para lhe acompanhar nesse momento e ajuda profissional o quanto antes.

Caso você queira, pode falar com um terapeuta especialista pelo whatsapp a qualquer momento clicando aqui.

Você também consegue encontrar uma de nossas clínicas próximas a você por aqui! Temos clínicas espalhadas por todo Brasil.

E principalmente, não esqueça que você nunca está sozinho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.