Como falar com seus filhos sobre drogas

Como falar com seus filhos sobre drogas2

Mesmo que o seu filho não seja um usuário de drogas ou sequer tenha usado alguma vez na vida, você precisa ter uma conversa sobre drogas com ele, para evitar o problema ou que a situação piore.

Como identificar se o seu filho usa drogas:

Para ter um direcionamento melhor dessa conversa você precisa saber primeiro se o seu filho já usou, usa ou ainda não usou drogas, e existem alguns sinais físicos e psicológicos que você pode notar para obter essa informação ou pelo menos ter uma ideia.

Análise os seguintes pontos:

Alterações de humor como irritação, fugas, temperamento explosivo, sensibilidade excessiva, além disso você pode notar portas de quarto e armários constantemente trancadas “sem motivo”.

Alterações no comportamento como notas da escola abaixo da média, saídas somente para “dar uma volta”, chegadas em casa tarde da noite e a companhia de amigos diferentes com estilos de vida diferentes.

Por último, você pode notar sinais físicos também, como falta de concentração, perda de peso, perda de coordenação ou até mesmo uma aparência doente.

Preste atenção em cheiros diferentes pela casa, roupas, pertences e/ou materiais escolares.

Duas conversas diferentes:

Como falar com seus filhos sobre drogas1

A partir daí você precisa saber que a abordagem será diferente de acordo com o que você descobrir a respeito do seu filho, porém será parecida.

Siga as seguintes recomendações para ter uma conversa saudável.

  • Primeiramente inicie uma conversa calma e tranquila, olhe nos olhos com carinho (e não com pena, desprezo ou raiva), não dê sermão, estabeleça um diálogo e certifique-se que você não é a única pessoa falando.
  • Ouça-o de coração aberto e busque ser empático nesse momento caso você nunca tenha passado por uma situação parecida. Seu filho pode dizer que não consegue ficar sem drogas, não sabe como sair dessa situação ou que não se sente afetado pelo uso.
  • Foque nos pontos de que drogas ilícitas, álcool e cigarro são substâncias inaceitáveis e explique o quão maléficas essas substâncias são para a saúde podendo causar doenças como distúrbios de coordenação motora, prejudica o desenvolvimento saudável dos órgãos (até mesmo o cérebro), problemas emocionais e psicológicos como solidão e até mesmo paranóia.
  • Deixe as questões legais bem claras e intensifique que ele pode até mesmo ser preso e perder seus direitos caso seja pego com drogas – mesmo que para uso pessoal.
  • Coloque em pauta que essa é uma questão que diz respeito a toda sua família e amigos, pois pode sim prejudicar todos os relacionamentos a sua volta. Portanto, não é algo que só prejudica a ele mesmo.

Se o seu filho for um usuário ativo de drogas:

Se na conversa sobre drogas você percebeu que seu filho é um usuário ativo e demonstrou uma reação negativa aos fatos que você apresentou, não perca a calma, respire fundo e siga as seguintes recomendações para resolver a situação do melhor jeito possível.

  • Primeiramente, caso você seja casado(a), converse com seu parceiro ou parceira para que juntos vocês possam bolar o melhor plano de ação. Procurem ficar unidos e evitem brigas entre vocês sobre o assunto.
  • Procurem especialistas no assunto ou centros de apoio para obterem a melhor recomendação de acordo com a situação do seu filho. Você pode falar com um dos nossos especialistas diretamente pelo whatsapp a qualquer momento clicando aqui.
  • Tente conversar mais vezes, busque sempre uma conversa calma e amigável, tente ajudar seu filho por conta própria antes de tomar atitudes como uma internação forçada, por exemplo. Sugira passeios, viagens, saídas para acampar, para assim conseguir estabelecer mais conversas e apresentar mais alternativas ao uso de drogas para o seu filho.
  • Uma boa ideia também pode ser conversar com o parceiro ou parceira do seu filho – caso ele tenha – ou até mesmo de um amigo que não o incentive a usar drogas, para que você consiga outras opiniões e mostre visões além da sua para o seu filho. Isso vai ajudá-lo a enxergar que isso não é uma perseguição e que você não é somente um “pai chato” e que tem mais pessoas preocupadas com ele além de você.

Seu filho usando drogas é um problema muito sério.

Como falar com seus filhos sobre drogas

Algumas pessoas costumam não reconhecer o problema com a devida seriedade na maioria das vezes, acabam procrastinando em conversar ou tomar medidas e planos de ação para resolver o problema.

Porém, o tempo do seu filho não é o seu e caso ele esteja passando por essa situação, logo pode ser tarde demais.

Esteja mais unido do que nunca do seu parceiro ou parceira, tenha em mente que esse é um problema que envolve vocês todos e todos aqueles que sentem um carinho pelo seu filho e querem o ver bem e saudável.

Em suma, mantenha a calma o tempo todo, busque ouvir o máximo possível, evite conflitos a todo custo e deixe uma internação forçada para último caso, porém busque se informar com um especialista quando é esse estágio e como agir da maneira correta.

Lembrando que você pode entrar em contato com um de nossos especialistas diretamente pelo Whatsapp a qualquer momento, simplesmente clicando nesse link aqui.

Estamos aqui para lhe ajudar.

Saiba que você pode contar com a nossa ajuda em todos os estágios necessários para que você passe por essa situação da melhor maneira possível. Contamos com diversas clínicas por todo o Brasil e você pode entrar em contato conosco a qualquer momento pelo whatsapp clicando aqui.

Você não deve estar sozinho nesse momento e você não está.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.